2 de Junho de 2017 / às 12:42 / 4 meses atrás

Criação de emprego nos EUA desacelera em maio, mas taxa de desemprego cai a 4,3 por cento

Homem passa por cartaz com dizeres "Você precisa de um emprego?" em Los Angeles. 19/03/2015 REUTERS/Lucy Nicholson

WASHINGTON (Reuters) - O crescimento do emprego nos Estados Unidos desacelerou em maio e os ganhos nos dois meses anteriores não foram tão fortes como anteriormente relatado, sugerindo que o mercado de trabalho estava perdendo força, apesar de a taxa de desemprego cair para o menor nível em 16 anos, a 4,3 por cento.

A geração de empregos fora do setor agrícola foi de 138 mil no mês passado, quando os setores de manufatura, governo e varejo fecharam postos, informou o Departamento do Trabalho nesta sexta-feira.

Os dados de março e abril foram revisados para mostrar 66 mil empregos criados menor do que os relatados anteriormente. Os ganhos de trabalho de maio marcaram forte desaceleração da média mensal de 181 mil nos últimos 12 meses.

Economistas consultados pela Reuters esperavam, pela mediana, que seriam criadas 185 mil vagas em maio e que a taxa de desemprego ficasse em 4,4 por cento.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below