Banco Mundial diz que comércio e indústria vão impulsionar crescimento global em 2017

segunda-feira, 5 de junho de 2017 10:14 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O Banco Mundial manteve a previsão de que o crescimento global vai melhorar para 2,7 por cento neste ano, citando aceleração na indústria e no comércio, confiança maior do mercado e a recuperação dos preços das commodities.

A atualização do relatório Perspectivas Econômicas Globais do banco de desenvolvimento marcou a primeira vez em vários anos que as previsões de junho não foram reduzidas em relação àquelas publicadas em janeiro devido aos maiores riscos ao crescimento.

A previsão de crescimento global do Banco Mundial em 2017 de 2,7 por cento se compara à estimativa de 2,4 por cento em 2016, valor elevado em 0,1 ponto percentual desde janeiro.

O Banco Mundial disse que as economias avançadas mostram sinais de melhora, especialmente o Japão e a Europa, enquanto os sete maiores mercados emergentes --China, Brasil, México, Índia, Indonésia, Turquia e Rússia-- voltaram a ajudar a impulsionar o crescimento global.

"Com uma recuperação frágil mas real em curso, os países devem aproveitar esse momento para empreender reformas institucionais e de mercado que possam atrair investimentos privados para ajudar a sustentar o crescimento no longo prazo", disse o presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, em comunicado.

O banco manteve a previsão de que o crescimento da China vai desacelerar para 6,5 por cento, ante 6,7 por cento no ano passado, e previu que os exportadores de commodities Argentina, Brasil, Nigéria e Rússia verão o fim da recessão e retomarão um crescimento positivo neste ano.

(Por David Lawder)