Índices acionários europeus ficam estáveis após BCE sinalizar que não cortará mais os juros

quinta-feira, 8 de junho de 2017 13:56 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Os mercados acionários europeus terminaram praticamente estáveis nesta quinta-feira depois que o Banco Central Europeu sinalizou o fim dos cortes de juros e com os britânicos votando nas eleições gerais, apesar do suporte de bancos e mineradoras.

Às 13:56 (horário de Brasília), o índice FTSEEurofirst 300 caía 0,04 por cento, a 1.529 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdia 0,01 por cento, a 389 pontos.

Os principais índices chegaram a atingir a mínima da sessão enquanto as ações de bancos ficaram brevemente em território negativo depois que o BCE cortou suas previsões de inflação para a zona do euro e sinalizou que não reduzirá mais os juros.

Os bancos da zona do euro também atingiram a mínima da sessão, mas fecharam com alta de 1,75 por cento.

"A maior surpresa foi que o BCE reduziu sua projeção de inflação e portanto automaticamente sugere...que fornecerá estímulo monetário um tempo bastante substancial à frente", disse o chefe do comitê de multi-ativos e investimentos do Union Investments, Dr. Frank Engels.

"Em essência, isso significa que o ambiente de taxas de juros baixas permanecerá por um período bastante logo e isso será um obstáculo para os lucros dos bancos", completou.

Os bancos avançaram pelo segundo dia após o rápido resgate do Banco Popular da Espanha pelo seu rival Santander, e os bancos italianos também se recuperaram depois de notícias de que eles podem se juntar ao Estado no resgate de bancos regionais na região do Veneto.

No Reino Unido, a pesquisa final de intenções de voto publicada nesta quinta-feira, em que os britânicos votam em uma eleição nacional, mostrou o Partido Conservador, da premiê britânica Theresa May, ampliando sua vantagem para 8 pontos percentuais ante 5 pontos no levantamento anterior.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,38 por cento, a 7.449 pontos.   Continuação...