Queda no setor de tecnologia leva índice europeu a mínima de 7 semanas

segunda-feira, 12 de junho de 2017 13:24 BRT
 

Por Danilo Masoni e Kit Rees

LONDRES (Reuters) - Os mercados acionários europeus recuaram nesta segunda-feira diante da queda nos papéis de fornecedores da Apple e em outras ações do setor de tecnologia, ofuscando os resultados bem recebidos das eleições na França e na Itália.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,9 por cento, a 1.521 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,97 por cento, a 387 pontos, depois de atingir o nível mais baixo em sete semanas durante a sessão. As ações dos fabricantes de chips STMicro, Dialog e AMS caíram entre 6,7 e 9,2 por cento após grandes perdas na Ásia e Estados Unidos.

A Apple teve a pior queda em 14 meses em Wall Street na sexta-feira, desencadeando tomada de lucros nas ações do setor de tecnologia com avaliações em alta.

O índice de tecnologia da Europa perdeu 3,6 por cento, liderando as perdas setoriais e registrando a maior queda de um dia desde a venda generalizada após o Brexit em junho do ano passado.

O índice teve alta de cerca de 40 por cento ao longo do último ano, alcançando a máxima de 15 anos neste mês.

A queda nos mercados, porém, foi suavizada pela alta nos preços do petróleo, que elevaram as ações do setor de energia, e pelos resultados das eleições parlamentares na França, que devem dar ao presidente Emmanuel Macron uma forte maioria para prosseguir com suas reformas favoráveis às empresas.

A Itália também deu algum conforto aos mercados depois que o partido contrário à União Europeia Movimento 5-estrelas sofreu um severo revés nas eleições locais.

Enquanto a grande vitória para Macron era esperada, o resultado na Itália foi uma surpresa.   Continuação...