CVM julgará ex-presidentes da Petrobras em 11 de julho por capitalização

segunda-feira, 12 de junho de 2017 17:57 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informou nesta segunda-feira o agendamento para o dia 11 de julho de julgamento de processo envolvendo ex-executivos da Petrobras, incluindo os ex-presidentes José Gabrielli e Maria das Graças Foster, por irregularidades envolvendo a capitalização da empresa, em 2010.

Além dos dois, o órgão regulador do mercado de capitais também julgará na ocasião Almir Barbassa, ex-diretor de relações com investidores da companhia, e o Bradesco BBI e seu executivo Bruno D'Ávila Melo Boetger devido ao papel de coordenação na capitalização da Petrobras.

A Petrobras teve uma capitalização de 120 bilhões de reais, como parte dos investimentos necessários para a companhia explorar o petróleo da camada do pré-sal.

A operação foi severamente criticada por investidores porque os critérios da operação foram definidos pelo governo federal, controlador da empresa, que ampliou a participação no capital da Petrobras sem gastar dinheiro ou títulos públicos.

Em outubro do ano passado, a CVM rejeitou proposta de acordo apresentada pela Petrobras, Bradesco BBI e ex-executivos da estatal acerca do processo sobre falha na divulgação de informações relativas à bilionária oferta pública de ações.

(Por Aluísio Alves)

 
Sede da Petrobras, em Vitória
10/02/2017 REUTERS/Paulo Whitaker