Chilena Copec apresenta proposta pela Eldorado Brasil, diz fonte

sexta-feira, 16 de junho de 2017 13:07 BRT
 

Por Guillermo Parra-Bernal

SÃO PAULO (Reuters) - A Arauco, unidade do grupo chileno Copec, apresentou uma proposta pela Eldorado Celulose, controlada pela J&F Investimentos, disse nesta sexta-feira uma pessoa com envolvimento direto no acordo.

Conforme a fonte, que pediu para não ser identificada porque os termos do acordo ainda são confidenciais, a Eldorado Brasil também é alvo de interesse da Suzano Papel e Celulose e da Fibria, que estariam atraídas pela significativa redução de custos decorrente da aquisição.

Atualmente, a família Batista controla 81 por cento da Eldorado por meio da holding J&F Investimentos, com o restante da empresa pertencendo a dois fundos de pensão. A Eldorado é um dos principais ativos da J&F colocados à venda, depois que os irmãos Joesley e Wesley Batista se envolveram em escândalo de corrupção.

Um prazo para apresentação de ofertas não estava claro, disse a fonte, embora a Arauco tenha feito no início desta semana uma proposta à família Batista pela sua participação na Eldorado. A fonte acrescentou que negociações exclusivas poderiam começar no fim de semana.

Copec, Fibria e J&F não quiseram comentar. Suzano não tinha um comentário imediato.

A dívida da Eldorado beira 8 bilhões de reais atualmente e credores da companhia estão pressionando a venda, afirmaram fontes à Reuters no mês passado.

A aquisição da Eldorado permitiria à Copec expandir as operações no Brasil, onde legisladores discutem facilitar a venda de terras a estrangeiros. Para produtores globais de celulose, a compra de terras no Brasil oferece vantagens estratégicas, dado que a produtividade do solo é maior que em lugares como Escandinávia e Chile.

Os papéis da chilena Copec perdiam 0,3 por cento, após avançarem mais de 2 por cento desde que o jornal Valor Econômico noticiar no começo da semana que a Arauco planejava fazer uma oferta pela Eldorado.   Continuação...