Acordo grego ajuda na recuperação dos mercados europeus mas varejistas continuam a cair

sexta-feira, 16 de junho de 2017 14:11 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Os mercados acionários europeus avançaram nesta sexta-feira após dois dias de perdas, com o setor financeiro impulsionado por um acordo sobre a dívida grega que aliviou ainda mais as preocupações políticas na zona do euro, porém preocupações com a concorrência pressionaram os varejistas da Europa.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,63 por cento, a 1.528 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,66 por cento, a 389 pontos.

"A Grécia e os seus credores chegaram a um acordo sobre a próxima parcela do resgate financeiro, o que deve dar sustentação às ações já que remove alguma incerteza no futuro", disse o operador do City of London Markets, Markus Huber.

Os governos da zona do euro deram à Grécia outro crédito de última hora no valor de 8,5 bilhões de euros na quinta-feira e esboçaram novos detalhes sobre um possível alívio da dívida, já que o Fundo Monetário Internacional finalmente se ofereceu para ajudar depois de dois anos de hesitação.

O índice de Atenas subiu 0,8 por cento, tendo atingido a máxima de dois anos, com alguns analistas dizendo que esperam que qualquer acordo de alívio da dívida permitirá uma valorização das ações gregas.

Por outro lado, os varejistas europeus ampliaram a queda da sessão anterior e atingiram a mínima de dois meses após a Amazon dizer que comprará a rede de supermercados de produtos orgânicos dos Estados Unidos Whole Foods e pelas preocupações com o aumento da concorrência.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,60 por cento, a 7.463 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,48 por cento, a 12.752 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,89 por cento, a 5.263 pontos.   Continuação...