Bovespa sobe 0,63% amparada por Embraer e Vale; política segue no radar

segunda-feira, 19 de junho de 2017 17:40 BRT
 

Por Flavia Bohone

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista subiu nesta segunda-feira, recuperando parte das perdas recentes e fechando em 62 mil pontos pela primeira vez desde 9 de junho, em sessão que teve entre os destaques positivo as ações da Embraer e da Vale.

No entanto, a cautela com o cenário político permaneceu no radar e afastou o Ibovespa das máximas da sessão, quando subiu um pouco mais de 1 por cento.

O Ibovespa fechou em alta de 0,63 por cento, a 62.014 pontos. O giro financeiro somou 8,88 bilhões de reais, incluindo volume do exercício de opções sobre ações na primeira parte do pregão, que movimentou 2,8 bilhões de reais.

Favorecendo o tom de cautela no cenário político estavam as declarações do empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS, que enfatizou as acusações contra o presidente Michel Temer em entrevista à revista Época, além de dizer que Temer é chefe da "maior e mais perigosa organização criminosa do Brasil" e que ele usa a máquina do governo para retaliá-lo.

Diante desse cenário, investidores seguem à espera de novidades sobre o andamento das reformas no Congresso Nacional, o que vinha estimulando um movimento de alta no mercado acionário, interrompido desde a divulgação de conteúdo de conversas entre Temer e um dos sócios da JBS, há um mês.

"No curto prazo a bolsa tem como positivo as expectativas ancoradas de inflação que sustentam a queda da taxa de juros... Mas isso não é o suficiente para poder fazer com que a gente tenha visão boa de médio e longo prazo", disse o analista da Clear Corretora Raphael Figueredo.

O movimento de recuperação neste pregão teve respaldo ainda do tom positivo em Wall Street, com o Dow Jones e o S&P 500 atingindo máximas históricas com altas em setores como o de tecnologia em destaque.

DESTAQUES   Continuação...