21 de Junho de 2017 / às 20:28 / em 4 meses

Processadora de carne Tyson vai testar novo método para deixar frangos inconscientes antes de abate

Unidade da Tyson Foods em Burbank, Washington, nos Estados Unidos 26/12/2013 REUTERS/Ross Courtney

CHICAGO (Reuters) - A Tyson Foods testará uma nova forma de deixar os frangos inconscientes antes do abate, disse a companhia nesta quarta-feira, no mais recente sinal de que o aumento das preocupações sobre o bem-estar dos animais está afetando os processadores de carne norte-americanos.

Nos próximo ano, a Tyson, maior companhia de frango dos Estados Unidos, lançará um programa piloto em duas fábricas de processamento para usar gás em vez de eletricidade para deixar as aves inconscientes antes de serem mortas.

As empresas avícolas deixam os animais inconscientes para não sentirem dor no abate e exploraram cada vez mais o gás como uma opção potencialmente mais humana. Consumidores e alguns restaurantes também pediram práticas mais humanas.

O projeto faz parte de uma mudança mais ampla nas práticas da indústria avícola dos Estados Unidos, em que as empresas também deixaram de usar antibióticos devido a problemas de saúde. Tais mudanças geralmente aumentam os custos de produção.

A Tyson também anunciou um novo sistema de monitoramento em vídeo para garantir que as aves vivas sejam tratadas corretamente, depois de dizer no ano passado que não havia feito o suficiente para impedir o maltrato de animais.

Por Tom Polansek

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below