July 10, 2017 / 6:23 PM / 11 days ago

Líbia e Nigéria podem participar de reunião com membros e não membros da Opep em julho

3 Min, DE LEITURA

ISTAMBUL/LONDRES (Reuters) - Autoridades da Líbia e da Nigéria podem participar de uma reunião conjunta entre países-membros e não membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) no fim deste mês, em um momento em que produtores de petróleo buscam maneiras de limitar o aumento da produção para sustentar os preços da commodity.

Ambos os países têm elevado a produção desde que foram excluídos de um acordo liderado pela Opep para reduzir a oferta, o que pesa sobre os preços globais. A situação levou a mais conversas entre os produtores para incluí-los no pacto.

"Falamos com o (secretário geral da Opep, Mohamad) Barkindo e nas próximas semanas acontecerão conversas com eles (Líbia e Nigéria) e possivelmente vamos convidá-los para nossa reunião técnica", disse a jornalistas o ministro de Energia da Rússia, Alexander Novak, nos bastidores de um evento do setor em Istambul.

Seis ministros de países membros e não membros da Opep, incluindo Kuweit, Venezuela, Argélia, Arábia Saudita, Rússia e Omã se encontrarão em 24 de julho em São Petersburgo, na Rússia, para discutir a atual situação do mercado de petróleo.

O ministro do petróleo da Nigéria, Emmanuel Ibe Kachikwu, foi convidado para a reunião, mas não irá participar devido a outro compromisso, disse a repórteres o Ministro de Petróleo do Kuweit, Essam al-Marzouq, que esteve no mesmo evento em Istambul.

Em vez disso, o grupo provavelmente pedirá a um comitê técnico que encontre representantes nigerianos e libaneses para discutir seus planos de produção. O comitê, que envolve os seis países membros e os não membros da Opep, deve se reunir antes de os ministros realizarem suas conversas.

"Nós estendemos o convite, mas infelizmente o ministro do Petróleo da Nigéria tem um compromisso prévio", disse o ministro do Kuweit. "Nós não falamos sobre um teto. Pelo menos conseguimos falar sobre planos de produção agora", acrescentou ele.

O painel de monitoramento, o chamado Comitê de Monitoramento Conjunto Interministerial, liderado pelo Kuweit, pode recomendar a expansão do pacto na reunião de um grupo mais amplo, que tem sua próxima reunião em novembro.

Nigéria e Líbia inicialmente ficaram de fora dos cortes de oferta acertados entre a Opep e outros países como a Rússia porque tiveram a produção limitada nos últimos anos devido a conflitos.

Por Olesya Astakhova e Alex Lawler

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below