Sabesp garante abastecimento de água em SP até março de 2015 com 2a cota

segunda-feira, 22 de setembro de 2014 15:54 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, a Sabesp, reafirmou nesta segunda-feira que o abastecimento de água está garantido até março de 2015, com autorização e obras para utilização de uma "segunda cota" da reserva técnica do Sistema Cantareira.

A segunda cota, de 106 bilhões de litros, da reserva técnica -também chamada de "volume morto"- pode elevar o nível do sistema em 10,7 pontos percentuais, quando começar a ser utilizada.

O Cantareira é o principal conjunto de reservatórios de água da região metropolitana de São Paulo e exibe nesta segunda-feira nível de 8 por cento, já considerando a utilização da primeira cota do volume morto, iniciada em meados de maio. A primeira cota "adicionou" 182,5 bilhões de litros ao sistema.

O volume morto é a porção de água que fica empoçada abaixo do nível de captação das comportas das represas e que precisa ser bombeada dos reservatórios para chegar a estações de tratamento.

O Estado de São Paulo enfrenta em 2014 a pior crise hídrica dos últimos 80 anos. Temperaturas mais altas que a média do início do ano aliadas com chuvas fracas do período não recuperaram as represas para o atual período do inverno, quando a pluviosidade normalmente é significativamente menor.

Segundo a Sabesp, as obras para a captação da segunda cota do volume morto estão prontas e ela "será utilizada se houver necessidade".

O pedido para utilização de cerca de mais 100 bilhões de litros foi feito ao Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) do Estado de São Paulo julho. Na época, o nível das represas do sistema era de 17 por cento.

O governo Geraldo Alckmin, candidato à reeleição, tem preferido adotar medidas que têm evitado decretação de rodízio de água generalizado na região metropolitana, porém várias cidades do interior paulista, como Bauru e Mauá, estão decretando racionamento de água.

"Na remota hipótese de não chover uma gota na próxima estação chuvosa, está garantido o abastecimento, no mínimo, até março de 2015, quando estará consolidado o próximo período de chuvas", disse a Sabesp em nota, sem informar se há garantia de que a próxima estação chuvosa ficará dentro da média histórica.   Continuação...