IPO da T4U vai acontecer, mesmo com instabilidade por eleições, dizem fontes

segunda-feira, 22 de setembro de 2014 17:30 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da operadora de torres de telefonia móvel T4U Holding está evoluindo, mesmo com a preocupação com a eleição presidencial nas expectativas dos investidores, duas fontes com conhecimento do negócio disseram nesta segunda-feira.

A acionista D Dots Investments BV e a T4U querem levantar cerca de 500 milhões de reais no que poderia ser o primeiro IPO desde 2013, disse uma das fontes, que pediu anonimato porque o assunto é sigiloso. Esforços para entrar em contato com a T4U não foram respondidos.

A T4U, controlada pelo Grupo Fishman de Israel, contratou Bank of America Merrill Lynch, Itaú BBA, UBS e Citigroup para coordenar a transação.

Encontros preliminares com investidores começaram nesta segunda-feira e reuniões formais começam no dia 29, disse outra fonte, adicionando que a precificação pode acontecer em 16 de outubro.

O plano de IPO vem num momento em que os operadores de torres como American Tower crescem no Brasil em meio à crescente demanda por Internet de alta velocidade estimula a construção de milhares de torres no país.

Operadoras de telefonia móvel estão vendendo torres passando a alugá-las para preservar o caixa.

O JBS Foods resolveu adiar seu IPO estimado em cerca de 4 bilhões de reais. A empresa e os bancos estão receosos de que a volatilidade ligada à eleição resultem em descontos significativos dos preços das ações, disseram fontes à Reuters na sexta-feira.

Outra empresa com planos de IPO é a produtora de rações e vacinas para animais Ouro Fino.

(Reportagem de Guillermo Parra-Bernal)