Adecco diz que receita cresceu no início do 3o tri

quarta-feira, 24 de setembro de 2014 12:00 BRT
 

ZURIQUE (Reuters) - A Adecco, maior companhia de contratação de funcionários temporários do mundo em vendas, disse nesta quarta-feira que sua receita subiu nos primeiros dois meses do terceiro trimestre, mas que as vendas em setembro foram mais fracas que o normal.

Agências de emprego como a Adecco e a rival holandesa Randstad são vistas como termômetros da saúde econômica já que companhias tendem a contratar funcionários temporários no início de uma recuperação, quando estão relutantes em se comprometer com contratações em tempo integral.

A Adecco disse em comunicado que as receitas em julho e agosto cresceram 5 por cento organicamente e ajustadas por dias úteis.

A Adecco alertou que a retomada sazonal em seu negócio em setembro tem sido ligeiramente mais fraca que o normal, de modo mais notável na Alemanha e na França.

O crescimento econômico mais lento na França, maior mercado da Adecco, tem pressionado os resultados recentes. As receitas na França ficaram estáveis no segundo trimestre e subiram 1 por cento nos primeiros três meses do ano.

A Adecco disse que seu negócio na América do Norte estava sustentando-se bem.

A companhia confirmou sua meta para que a margem de lucro antes de imposto de renda e amortização (Ebita) represente mais de 5,5 por cento da receita até 2015. A companhia teve margem Ebita, excluindo custos de reestruturação, de 4,6 por cento no segundo trimestre.

(Por Joshua Franklin)