Vendas da H&M em setembro são atingidas por tempo mais quente que o esperado

quinta-feira, 25 de setembro de 2014 09:15 BRT
 

ESTOCOLMO (Reuters) - As fortes vendas recentes da varejista de moda Hennes & Mauritz desaceleraram acentuadamente neste mês, conforme um clima mais quente e não usual para o período adiou compras de roupas de frio, disse a companhia nesta quinta-feira, depois de divulgar um lucro trimestral em linha com as expectativas.

A empresa sueca afirmou que as vendas no período de 1o a 23 de setembro subiram 7 por cento, em comparação com um aumento de 20 por cento em agosto, colocando setembro a caminho de ser o mês mais fraco em crescimento de vendas neste ano.

Nos seis meses de março a agosto, o crescimento das vendas atingiu uma média de 16 por cento.

Às 9h11 (horário de Brasília), as ações da companhia caíam 3,6 por cento.

A H&M registrou alta de 20 por cento no lucro antes de impostos no seu terceiro trimestre fiscal, que vai de junho a agosto, a 7 bilhões de coroas suecas (974 milhões de dólares), em linha com as previsões de analistas.

A H&M disse que sua margem bruta no terceiro trimestre caiu ligeiramente para 58,3 por cento, ante 58,8 por cento um ano antes, impactada por preços mais elevados de matérias-primas, inflação de custos, capacidade de fornecedores, moedas de compra e custos de transporte.

(Por Mia Shanley)