Dívida mobiliária federal interna cai 0,33% em agosto, diz Tesouro

quinta-feira, 25 de setembro de 2014 15:28 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A dívida mobiliária federal interna do Brasil caiu 0,33 por cento em agosto frente a julho, segundo mês seguido de retração e somando 2,075 trilhões de reais, devido a um resgate líquido de títulos no período.

Já o estoque da dívida pública externa mostrou aumento de 3,53 por cento no período, informou o Tesouro Nacional nesta quinta-feira, lembrando a recente emissão dos bônus Global 2045, com volume financeiro de 7,84 bilhões de reais.

Com isso, o estoque total da dívida pública do país recuou 0,17 por cento em agosto, para 2,170 trilhões de reais.

Nos mês passado, informou o Tesouro, as operações da dívida interna resultaram em resgate líquido de 21,67 bilhões de reais e apropriação de juros 14,81 bilhões de reais.

Os títulos prefixados representaram 40,74 por cento do total da dívida em agosto, maior que os 39,03 por cento no mês anterior e ficando na meta do governo para o ano, entre 40 e 44 por cento.

Os papéis corrigidos pela inflação representaram 34,81 por cento da dívida em agosto, ante 37,01 por cento em julho. Para o fim do ano, a meta é que fiquem entre 33 e 37 por cento.

Já a fatia dos títulos corrigidos pela Selic subiram a 20,21 por cento do total do passivo em agosto, contra 19,86 por cento em julho, continuando fora da meta do ano, de 14 a 19 por cento.

(Por Luciana Otoni)