S&P eleva perspectiva da Índia para "estável", ante "negativa"

sexta-feira, 26 de setembro de 2014 08:19 BRT
 

MUMBAI (Reuters) - A agência de classificação de risco Standard & Poor's elevou a perspectiva para a classificação "BBB-" da Índia a "estável", ante "negativa", argumentando que o mandato "forte" do governo do primeiro-ministro Narendra Modi o deixará implementar reformas fiscais e econômicas.

A S&P havia cortado a perspectiva da Índia para "negativa" em abril de 2012, e isso passou a simbolizar a queda da confiança de investidores na Índia devido a casos de corrupção e à falta de ação pelo governo então liderado pelo Congresso.

Porém, a confiança de investidores estrangeiros na Índia ressurgiu, aumentando o interesse no exterior após a eleição de Modi em maio, que prometeu reviver os investimentos e impulsionar o crescimento econômico.

"Nossa revisão de perspectiva indica que acreditamos que o forte mandato do atual governo permitirá que ele implemente muitas de suas reformas administrativa, fiscal e econômica", disse a S&P em comunicado.

"Acreditamos que a administração atual vai remediar, em graus variáveis, os impedimentos ao crescimento: paralisia política, gargalos no suprimento de energia e obstáculos administrativos".

A Índia está classificada com o grau de investimento mais baixo, com perspectiva "estável", pelas três maiores agências de classificação de risco.

A S&P citou a posição externa da Índia e a melhoria no saldo de conta corrente do país como outros fatores positivos para sua classificação.

A agência, porém, alertou que pode rebaixar a classificação da Índia caso a agenda de reformas do governo trave.

(Por Rafael Nam)