MAN corta projeção de lucro para negócio de caminhões

sexta-feira, 26 de setembro de 2014 11:45 BRT
 

BERLIM (Reuters) - A montadora alemã de caminhões MAN cortou a projeção de lucro de sua principal divisão, citando queda da demanda para caminhões nos principais mercados europeus e os efeitos da crise entre Ucrânia e Rússia.

O lucro operacional da unidade de caminhões e ônibus da MAN pode ficar significativamente abaixo dos resultados de 2013, com as vendas também ficando claramente abaixo das cifras apresentadas no ano passado, disse um porta-voz da companhia nesta sexta-feira.

A orientação anterior fornecida pela MAN era de que o lucro da divisão viria bem acima dos resultados de 2013 e que as vendas cairiam apenas levemente sobre os números do ano passado.

A unidade de caminhões e ônibus da MAN contribui com quase a metade do lucro operacional do grupo, controlado pela montadora alemã Volkswagen.

"O problema para a MAN é que estão focados demais na Europa", disse o analista da NordLB Frank Schwopoe, destacando a queda na demanda para veículos comerciais pesados.

As vendas de caminhões na região no quatro trimestre serão relativamente fracas, acrescentou Schwope, depois que transportadoras de carga e empresas de construção correram no ano passado para comprar veículos mais antigos, porém mais baratos, antes de uma alteração de regras sobre emissões em janeiro.

Anders Nielsen, chefe da divisão, disse a repórteres no começo deste semana que espera que o mercado europeu de caminhões diminua entre 10 a 15 por cento neste ano, e que o mercado russo tenha contração de cerca de 25 por cento.

(Por Andreas Cremer)