September 26, 2014 / 5:39 PM / 3 years ago

Ações europeias encerram em alta; saída de Gross derruba Allianz

3 Min, DE LEITURA

PARIS (Reuters) - As ações europeias subiram nesta sexta-feira, lideradas por bancos, que foram impulsionados por expectativas de que eles serão os maiores beneficiários dos esforços do BCE para combater a deflação. Já o papel da Allianz despencou, reagindo a notícias de que o gestor Bill Gross está deixando a Pimco, unidade de gestão de ativos do grupo.

Gross, um dos mais renomados investidores do mercado de bônus, vai se juntar à rival Janus Capital Group, informou a Janus nesta sexta-feira.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações do continente, subiu 0,28 por cento, a 1.377 pontos.

As ações da Allianz recuaram 6,2 por cento nesta sexta-feira, maior queda diária em quase três anos. Isso representa uma queda de cerca de 3,8 bilhões de euros (4,82 bilhões de dólares) no valor de mercado da seguradora.

"As notícias estão tendo um efeito cascata em muitas classes de ativos, mesmo sobre rendimentos de bônus europeus. As pessoas acreditam que a Pimco pode começar a se desfazer de ativos", disse o analista-chefe de mercado da IG France, Alexandre Baradez.

"O momento da saída de Gross do maior fundo de bônus do mundo, justo quando o Fed está se preparando para começar a elevar os juros nos próximos trimestres, também assusta investidores".

As ações do setor bancário da zona do euro figuraram entre as maiores altas, impulsionadas por expectativas de que bancos serão os grandes beneficiários dos esforços do Banco Central Europeu (BCE) para combater a deflação.

Investidores esperam cada vez mais que as ações de bancos da zona do euro tenham um rali nos próximos meses, à medida que o BCE intensifica os esforços para apoiar a economia da região. O banco central anunciou mais medidas de estímulo neste mês, incluindo a compra de títulos lastreados em ativos. Esse programa se soma aos empréstimos baratos direcionados a bancos, que já haviam sido anunciados previamente.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,15 por cento, a 6.649 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,20 por cento, a 9.490 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 subiu 0,91 por cento, a 4.394 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,88 por cento, a 20.795 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,63 por cento, a 10.851 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,67 por cento, a 5.717 pontos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below