Dólar cai ante real por especulação eleitoral, mas tem 4a alta semanal

sexta-feira, 26 de setembro de 2014 17:24 BRT
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda ante o real nesta sexta-feira por especulação eleitoral, mas acumulou alta pela quarta semana consecutiva devido a preocupações crescentes dos investidores com a política monetária dos Estados Unidos.

A moeda norte-americana recuou 0,57 por cento, a 2,4160 reais na venda, após atingir 2,4442 reais na máxima da sessão, maior patamar intradiário desde 29 de janeiro. Na semana, o dólar acumulou alta de 1,82 por cento.

Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em cerca de 2 bilhões dólares nesta sessão.

"Parece cada vez mais que, de fato, o dólar mudou de patamar. Você vê que mesmo o alívio desta sessão não foi suficiente para colocar o câmbio abaixo dos 2,40 (reais)", afirmou o operador de câmbio da corretora Intercam Glauber Romano.

O dólar tem subido ante o real à medida que pesquisas de intenção de voto mostram a presidente Dilma Rousseff (PT) ganhando terreno contra a ex-senadora Marina Silva (PSB). Investidores criticam a condução da política econômica do atual governo e preferem a vitória de Marina.

A pesquisa do Datafolha, que é acompanhada atentamente por investidores, será divulgada após o fechamento dos mercados nesta sexta-feira.

A queda do dólar na segunda metade do pregão foi turbinada, segundo operadores, pelo rumor de que uma revista semanal traria reportagem desfavorável à reeleição de Dilma. Até agora, no entanto, notícias sobre um escândalo envolvendo a Petrobras não parecem ter tido grande impacto sobre as intenções de voto para a presidente.

"Agora que estamos chegando ao primeiro turno (das eleições presidenciais), qualquer boato eleitoral acaba mexendo com o mercado", afirmou o chefe da tesouraria de uma gestora de recursos internacional.   Continuação...