Especulações eleitorais fazem Bovespa subir 2,2% e retomar os 57 mil pontos

sexta-feira, 26 de setembro de 2014 17:50 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou em alta nesta sexta-feira, com o seu principal índice acima 57 mil pontos, em meio a especulações no mercado a respeito de reportagens desfavoráveis ao PT em revistas no fim de semana e expectativa para a pesquisa Datafolha sobre a corrida presidencial prevista para ser divulgada nesta noite.

O Ibovespa terminou com acréscimo de 2,23 por cento, a 57.212 pontos, com o avanço puxado pela forte alta depapéis que têm sido afetados pela dinâmica eleitoral.

As ações da Petrobras dispararam, assim como os papéis do setor financeiro, entre elas Banco do Brasil, Itaú Unibanco e Bradesco, entre outros, liderando os ganhos do índice.

O volume financeiro do pregão totalizou 6,4 bilhões de reais.

Na semana, contudo, o principal índice do mercado acionário brasileiro acumulou declínio de 1 por cento.

Profissionais do mercado ouvidos pela Reuters relacionaram parte da recuperação da bolsa nesta sessão a apostas atreladas a boatos sobre reportagens em revistas no fim de semana desfavoráveis ao PT, relacionadas a novas informações dos depoimentos do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa à Polícia Federal.

"É a repetição do comportamento sem fundamento... com muita especulação", resumiu o operador de uma corretora em São Paulo, que pediu para não ter o nome citado, sobre a forte oscilação da bolsa nesta tarde.

A divulgação da pesquisa Datafolha às 19h também alimentou expectativas no mercado de que deve mostrar a candidata do PSB, Marina Silva, garantida no segundo turno com a presidente Dilma Rousseff, que tenta a reeleição pelo PT.   Continuação...