Manifestantes liberam ferrovia da Vale no Maranhão

sábado, 27 de setembro de 2014 18:13 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Manifestantes liberaram a Estrada de Ferro Carajás (EFC), importante via de escoamento de minério de ferro da Vale, que estava bloqueada desde terça-feira no interior do Maranhão, informou a companhia neste sábado.

"As operações do trem de carga da EFC estão normalizadas", disse a mineradora em nota, acrescentando que a liberação ocorreu por volta das 15h deste sábado.

A ferrovia esteve paralisada desde terça-feira, quando dezenas de quilombolas bloquearam o quilômetro 80 da linha, no município de Itapecuru-Mirim, reivindicando posse de terras na região.

A Vale não informou o impacto da paralisação para suas operações.

A ferrovia é usada para o escoamento da produção da região de Carajás, no interior do Pará --sistema responsável por cerca de um terço do volume de minério de ferro extraído pela companhia--, até o porto em São Luís (MA).

O serviço de trens de passageiros, que também é operado pela Vale nesta ferrovia, será retomado na segunda-feira, disse a empresa.

(Por Gustavo Bonato)