Bovespa despenca mais de 5% com melhora de Dilma na corrida presidencial

segunda-feira, 29 de setembro de 2014 10:23 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista recuava fortemente nos primeiros negócios desta segunda-feira, depois que novas pesquisas mostraram a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, avançando ainda mais na corrida presidencial, ao mesmo tempo em que não se confirmaram boatos da sexta-feira de reportagens muito negativas aos petistas em revistas no fim de semana.

Às 10h20, o Ibovespa recuava 5,37 por cento, a 54.142 pontos. As ações preferenciais e ordinárias da Petrobras desabavam mais de 10 por cento.

Se Dilma for reeleita, analistas e profissionais do mercado financeiro veem com ceticismo a possibilidade de mudanças na política econômica. A possibilidade maior que pesquisas eleitorais de agosto trouxeram de mudança no comando do Palácio do Planalto motivou forte alta da Bovespa naquele mês.

Nesta sessão, o quadro externo desfavorável corroborava para as perdas no mercado acionário local, com declínio nas bolsas europeias e nos índices futuros norte-americanos e nas bolsas europeias, em meio a manifestações civis em Hong Kong.

(Por Paula Arend Laier)