Wall Street fecha em queda com tensões em Hong Kong e previsões da Ford

segunda-feira, 29 de setembro de 2014 18:52 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Os índices norte-americanos de ações fecharam em queda nesta segunda-feira, com os protestos em Hong Kong somando-se às preocupações sobre o crescimento chinês e depois de previsões desanimadoras da Ford.

O índice Dow Jones caiu 0,25 por cento, a 17.071 pontos; e o S&P 500 perdeu também 0,25 por cento, a 1.977 pontos; e o Nasdaq Composite recuou 0,14 por cento, para 4.505 pontos.

O setor de consumo discricionário do S&P recuou 0,6 por cento. As ações da Ford caíram 7,5 por cento, no maior declínio percentual do S&P, após a montadora reduzir suas projeções para este ano, afirmando que as margens na América do Norte ficarão no piso de sua previsão anterior.

"O mercado continua a ser atingido por muitas notícias negativas, e as últimas foram os problemas em Hong Kong", disse Bucky Hellwig, vice-presidente sênior da BB&T Wealth Management.

Mas os investidores podem ter uma visão mais otimista do mercado às vésperas do quarto trimestre e antes dos resultados do terceiro trimestre, disse.

"Sazonalmente, estamos talvez entrando em um período favorável para o mercado de ações", acrescentou Hellwig.

(Por Caroline Valetkevitch)