Arroba do boi renova máxima histórica no mercado paulista

quinta-feira, 2 de outubro de 2014 12:40 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A arroba do boi gordo negociada no Estado de São Paulo renovou a máxima, subindo 0,31 por cento na quarta-feira ante o pico histórico do dia anterior, para um novo preço recorde nominal de 129,60 reais, segundo o Indicador Esalq/BM&FBovespa que avalia preços à vista.

O impulso na cotação ainda vem da baixa oferta de animais prontos para o abate, afirmou em nota nesta quinta-feira o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

O preço do boi gordo vem tendo sustentação desde o início do ano, depois que pastos afetados pela seca prejudicaram a engorda dos animais.

Além disso, a demanda por carne bovina está firme, principalmente no mercado externo --o Brasil deverá registrar exportações recordes em 2014.

Em termos reais (considerando correção pelo IGP-DI de agosto de 2014), a arroba bovina no Estado ainda não está em um patamar recorde, perdendo para os 134,91 reais observados em novembro de 2010, segundo o Cepea.

Quanto aos animais de confinamento, que podem melhorar a oferta para abate, operadores consultados pelo Cepea relatam que esse volume não deve ser tão expressivo neste ano.

"Segundo dados da Assocon (Associação Nacional dos Confinadores), o crescimento de 2013 para 2014 deve se limitar a 4 por cento."

O Cepea acrescentou que a expectativa é que a maior parte dos animais confinados seja ofertada em outubro, como normalmente acontece.

(Por Roberto Samora)