Bolsas dos EUA fecham praticamente estáveis

quinta-feira, 2 de outubro de 2014 18:49 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices acionários norte-americanos fecharam quase estáveis em um pregão volátil nesta quinta-feira, enquanto os papéis de energia tiveram uma retomada e investidores compraram especialmente ações de empresas menores (small caps).

O Dow Jones teve oscilação negativa de 0,02 por cento, para 16.801 pontos, o S&P 500 fechou estável aos 1.946 pontos e o Nasdaq Composite variação positiva de 0,18 por cento, para 4.430 pontos.

O S&P 500 pôs fim a uma série de três quedas, recuperando-se de uma baixa de mais de 1 por cento. Mais cedo, o índice havia caído abaixo de sua média móvel de 150 dias, um nível do qual não tinha fechado abaixo desde novembro de 2012.

As small caps também mudaram de direção. O índice Russell 2000 fechou em alta de 1 por cento e está agora em queda de cerca de 9,3 por cento de seu recorde de março, saindo do território de correção.

"Vamos ter que esperar alguns dias para ver se isso pode ser um piso significativo em relação ao que vimos até agora", disse o estrategista-chefe da Key Private Bank, Bruce McCain, em Cleveland, Ohio.

Os mercados foram pressionados mais cedo após coletiva de imprensa do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, cujas discussões sobre estímulos adicionais à zona do euro desapontaram alguns investidores. As ações europeias fecharam com fortes quedas.

Em Wall Street, as ações do setor de energia, que operaram em baixa na maior parte do pregão, ganharam 0,4 por cento. O preço do petróleo nos EUA teve retomada após cair abaixo de 90 dólares pela primeira vez desde abril do ano passado, e o Brent também fechou acima do piso do dia.

A direção do mercado na sexta-feira será determinada por dados do mercado de trabalho norte-americano de setembro, que devem mostrar adição de 215 mil empregos. O número de pedidos de seguro-desemprego nos EUA caiu inesperadamente na semana passada, indicando um mercado de trabalho mais forte.

(Por Yasmeen Abutaleb)