UBS poderá enfrentar multa de até US$6,3 bi em investigação fiscal francesa, diz jornal

sexta-feira, 3 de outubro de 2014 08:16 BRT
 

ZURIQUE (Reuters) - O UBS, maior banco da Suíça, poderá enfrentar uma multa de até 6,3 bilhões de dólares se for considerado culpado em uma investigação na França sobre suposta ajuda para clientes ricos evitarem impostos, noticiou um jornal suíço nesta sexta-feira.

Um tribunal francês já ordenou o UBS a depositar uma garantia de 1,1 bilhão de euros (1,4 bilhões de dólares) para cobrir uma parte das potenciais multas do caso, mas o jornal suíço Le Temps disse que teve acesso um documento legal que mostra que o banco poderá enfrentar uma penalidade de até 5 bilhões de euros.

O documento, escrito por dois juízes, tem data de 23 de julho, mesmo dia em que o banco foi condenado pela primeira vez por autoridades francesas a pagar a garantia.

O Le Temps citou o documento ao dizer que "o modelo de negócios do UBS Suíça era o de oferecer sigilo bancário a seus clientes em contraposição às autoridades fiscais (francesas)".

As ações do UBS caíam 1,16 por cento às 08h06 (horário de Brasília) desta sexta-feira.

O UBS disse que a base para todos os cálculos de possíveis multas era artificial e especulativa.

"Nós não podemos controlar a divulgação irresponsável de documentos confidenciais ou sua interpretação seletiva", disse o banco em comunicado. "Essa questão ainda está em fase de uma investigação formal e continuaremos a nos defender fortemente."

No mês passado, o banco disse que voltaria a recorrer da decisão do tribunal francês exigindo o pagamento da garantia após um apelo inicial ter sido recusado.