Tesco contrata dois novos diretores não-executivos

segunda-feira, 6 de outubro de 2014 10:14 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A Tesco contratou dois novos diretores não-executivos, acrescentando experiência internacional e de varejo e respondendo a uma das críticas sobre o maior grupo de supermercados da Grã-Bretanha após um escândalo contábil no mês passado.

A companhia disse nesta segunda-feira que Richard Cousins, presidente-executivo da Compass, e Mikael Ohlsson, ex-chefe da Ikea, vão integrar seu Conselho a partir de 1º de novembro.

As nomeações surgem duas semanas depois que a Tesco anunciou que havia declarado lucro do primeiro semestre em 250 milhões de libras (400 milhões de dólares) acima do real.

O deslize levou à suspensão de quatro executivos seniores da Tesco, à convocação de advogados e contadores forenses para descobrir o que deu errado e à queda de 4 bilhões de libras no valor de empresa da varejista.

"Mikael e Richard foram informados sobre e apoiam totalmente as medidas sendo adotadas pela nova equipe de administração para reconstruir a confiança na Tesco, e para focar todos os recursos do negócio para entregar valor a nossos consumidores", disse o presidente do Conselho da Tesco, Richard Broadbent.

Analistas receberam bem as nomeações para um Conselho que foi criticado por falhar em desafiar a administração e por ter falta de experiência em varejo.

(Por James Davey)