Lucro da Cargill recua no trimestre com queda nos mercados de grãos

terça-feira, 7 de outubro de 2014 13:17 BRT
 

CHICAGO, (Reuters) - A Cargill, uma das maiores tradings globais de commodities, disse nesta terça-feira que seu lucro trimestral caiu devido a um recuo dos preços de cereais e oleaginosas, em antecipação a colheitas recordes nos Estados Unidos, e turbulências em alguns países que afetaram as operações.

A companhia de capital fechado com sede na cidade de Minneapolis registrou lucro líquido de 425 milhões de dólares no primeiro trimestre fiscal, encerrado em 31 de agosto, uma queda de 26 por cento ante os 571 milhões de dólares do mesmo período um ano atrás.

A receita caiu quase 2 por cento, para 33,3 bilhões de dólares, ante 33,8 bilhões de dólares um ano antes.

Segundo a empresa, o trimestre fiscal foi marcado por incertezas geopolíticas, incluindo inflação na Venezuela e Argentina, violência no leste da Ucrânia e um aperto nos mercados de crédito da China.

O lucro da unidade de originação e processamento da Cargill, o principal segmento da companhia, recuou com agricultores segurando vendas de grãos em meio a uma queda dos preços, e com uma menor volatilidade dos mercados de commodities estabelecendo um ambiente mais difícil para a companhia gerar lucros com o comércio de produtos agrícolas.

Os preços do milho recuaram 23 por cento no trimestre e os da soja caíram 27 por cento, por conta do tempo perto do ideal para o desenvolvimento da safra dos EUA, o maior produtor e exportador global, que alimentou expectativas de uma colheita recorde.

(Por Karl Plume)