Wal-Mart interromperá benefícios de saúde para alguns funcionários nos EUA

terça-feira, 7 de outubro de 2014 13:21 BRT
 

(Reuters) - O Wal-Mart Stores, maior empregador privado dos Estados Unidos, disse que não vai mais fornecer benefícios de saúde para alguns funcionários norte-americanos de meio período devido a crescentes custos com saúde.

A companhia disse nesta terça-feira que interromperá os benefícios de saúde para funcionários de meio período que trabalham menos de 30 horas por semana. A medida deve impactar cerca de 2 por cento do quadro de funcionários da companhia, disse a varejista em uma publicação em seu blog.

O Wal-Mart cortou sua projeção de lucro para o ano inteiro em agosto, citando custos mais altos de benefícios de empregados, entre outros fatores.

Na ocasião, a companhia disse que esperava gastar 500 milhões de dólares com custos de saúde nos Estados Unidos neste ano, ante 330 milhões estimados em fevereiro, diante do aumento de adesões e custos médicos.

(Por Siddharth Cavale)