Depois de sobe e desce, dólar fecha em queda ante o real por ata do Fed

quarta-feira, 8 de outubro de 2014 17:31 BRT
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - Em dia de forte volatilidade, o dólar fechou em queda ante o real nesta quarta-feira pela quarta sessão seguida, devido a novos sinais de que os juros nos Estados Unidos podem não subir tão cedo quanto o esperado e com investidores ainda atentos ao cenário eleitoral brasileiro.

A moeda norte-americana caiu 0,68 por cento, a R$2,3860 reais na venda, depois de ter alcançado 2,3729 reais na mínima e 2,4350 reais na máxima do dia. Nas quatro últimas sessões, o dólar acumula queda de 4,25 por cento ante o real.

Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 1 bilhão de dólares.

A oscilação de 0,062 real entre a mínima e a máxima do dia foi a maior desde 18 de setembro do ano passado, quando o Federal Reserve, banco central norte-americano, surpreendeu o mercado e manteve o ritmo de seu programa de compra de títulos.

Analistas atribuíram o movimento de montanha-russa desta sessão à expectativa antes da divulgação das primeiras pesquisas de intenção de voto após o primeiro turno das eleições presidenciais.

"A volatilidade não para. Tem muito boato e muita especulação e isso só deve aumentar conforme nos aproximamos do segundo turno", disse o gerente de câmbio da corretora Treviso, Reginaldo Galhardo.

Desde que o candidato presidencial Aécio Neves (PSDB) garantiu uma vaga no segundo turno das eleições e aproximou-se da presidente Dilma Rousseff (PT), que tenta a reeleição, vêm crescendo as apostas em vitória da oposição. O recuo do dólar ante o real tem sido associado a essa percepção, já que profissionais do mercado criticam a condução da política econômica do atual governo.

As primeiras pesquisas de intenção de voto após o primeiro turno dos institutos Datafolha e do Ibope devem ser divulgadas a partir de quinta-feira. Segundo operadores, circularam diversos rumores neste pregão sobre os resultados desses levantamento, acentuando a volatilidade do pregão.   Continuação...