Oi nega conversas para contratação de presidente da GVT

quinta-feira, 9 de outubro de 2014 08:12 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O grupo de telecomunicações Oi negou nesta quinta-feira que seus acionistas controladores tenham procurado o presidente da rival de menor porte GVT para comandar a companhia.

Em comunicado ao mercado, a Oi afirmou que "até esta data não há conversas ou negociações com Amos Genish com relação ao cargo de diretor presidente da companhia". A Telefônica Brasil anunciou a compra da GVT em agosto.

A Oi informou na terça-feira que o presidente-executivo do grupo, Zeinal Bava, pediu demissão da empresa que encerrou o primeiro semestre com dívida de 46 bilhões de reais. Bava havia assumido a presidência da Oi em junho do ano passado.

(Por Alberto Alerigi Jr., edição de Marcela Ayres)