Conab vê nova safra de soja recorde, mas abaixo de projeções do mercado

quinta-feira, 9 de outubro de 2014 12:28 BRT
 

Por Silvio Cascione e Gustavo Bonato

BRASÍLIA/SÃO PAULO (Reuters) - A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou nesta quinta-feira sua primeira estimativa para a nova safra de soja do Brasil, entre 88,83 milhões e 92,41 milhões de toneladas, abaixo do esperado por muitos analistas do setor.

O volume, no entanto, ainda seria suficiente para estabelecer um novo recorde, superando o total colhido em 2013/14, de 86,12 milhões de toneladas.

A nova safra projetada pela Conab ficaria abaixo do esperado por muitos analistas e entidades do setor. A mediana de 12 estimativas coletadas em pesquisa da Reuters ficou em 93,9 milhões de toneladas. [nL2N0S329B]

O ponto médio da projeção da Conab, de 90,62 milhões de toneladas, fica abaixo da menor das projeções indicadas na pesquisa, que foi de 91 milhões de toneladas.

"Entendo que esse número não é um número conservador. Está dentro daquilo que nossos técnicos verificaram dentro dos seus levantamentos", disse o presidente da Conab, Rubens Rodrigues dos Santos, em conferência de imprensa em Brasília.

A Conab destacou em seu relatório que a produção de soja "apresenta um crescimento na produção, mesmo considerando o quadro internacional de superoferta de grãos que reduz a expectativa de preços".

Em meio a uma safra recorde no Brasil e também nos Estados Unidos, os preços internacionais da oleaginosa oscilam perto do menor patamar em quase quatro anos. Muitos produtores já projetam margens de lucro bem mais apertadas na nova safra, na comparação com os últimos anos.

  Continuação...