Exportação de carne bovina do Brasil cai em setembro, apesar de reforço da Rússia

quinta-feira, 9 de outubro de 2014 15:37 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - As exportações de carne bovina do Brasil recuaram em setembro tanto em faturamento quanto em volume, mas um aumento dos embarques para a Rússia ajudou a evitar uma queda ainda maior, informou nesta quinta-feira a Abiec, associação que reúne as indústrias exportadoras do país.

Os embarques de setembro totalizaram 564,9 milhões de dólares, com uma redução de 9 por cento ante setembro de 2013, e o volume alcançou 118,2 mil toneladas, queda de 16,3 por cento na comparação anual.

Ante agosto, a queda nas exportações foi de 12 por cento em faturamento e 11,8 por cento em volume.

A Abiec não informou os motivos para a queda das exportações em setembro.

"Mesmo com uma pequena retração nas exportações no mês de setembro, estamos confirmando a expectativa de crescimento constante ao longo do ano. Nossa perspectiva para os três últimos meses continua positiva", disse o presidente da Abiec, Antônio Jorge Camardelli, em nota.

Na contramão das exportações do setor, os embarques para a Rússia --principal destino da carne bovina brasileira-- cresceram no mês passado.

Em setembro de 2014, foram enviadas para à Rússia 35,1 mil toneladas, com faturamento de 153 milhões de dólares, alta de 13 por cento e 25 por cento, respectivamente.

"Os números positivos já podem ser reflexos da habilitação de novas plantas para exportação, anunciada em agosto último, confirmando expectativas de crescimento das vendas para o mercado russo", disse a Abiec, em nota.

Em agosto, o diretor-executivo da Abiec, Fernando Sampaio, disse em entrevista à Reuters que projetava exportações mais fortes no segundo semestre na comparação com o primeiro.   Continuação...