Novo chefe da Cadillac planeja ofensiva com novos produtos até 2020

sexta-feira, 10 de outubro de 2014 14:19 BRT
 

Por Ben Klayman e Laurence Frost

DETROIT/PARIS (Reuters) - O novo chefe da Cadillac planeja fazer uma ofensiva com novos produtos até 2020, desde um carro movido somente a bateria elétrica até um ultra luxuoso sedan, que ele espera ajudará a ressuscitar a combalida marca de luxo da General Motors e transformá-la em uma potência global.

Johan de Nysschen, ex-executivo da Audi e da Infiniti que ingressou na GM em agosto, falou à Reuters sobre alguns dos elementos-chave deu seu plano para reavivar a Cadillac, em uma entrevista na semana passada no salão do automóvel de Paris.

A peça central da estratégia, confirmada por de Nysschen pela primeira vez, é a ampliação do porfólio de produtos da Cadillac, potencialmente de cinco para 10 modelos durante os próximos seis anos.

De Nysschen disse que a Cadillac "acabou de autorizar" um sedan de luxo que chegará ao mercado no final da década e provavelmente será chamado de CT8 ou CT9. Ele acrescentou que o carro competirá com as versões da BMW Série 7 e da Mercedes-Benz Classe S que têm uma distância maior entre os eixos.

Ele também confirmou que a Cadillac oferecerá uma versão híbrida que poderá ser carregada na tomada (plug-in) do novo sedan CT6 que deve chegar ao mercado no fim de 2015, e disse que um carro movido somente a bateria faz parte do plano para ampliar a gama de modelos da Cadillac. De Nysschen disse também que um sucessor do híbrido plug-in ELR, que tem vendas lentas, está sendo desenvolvido, mas que pode não ser um cupé de duas portas como o modelo atual.

(Por Ben Klayman e Laurence Frost)