Preço de energia atinge máximo para ano pela 1a vez desde maio na carga pesada

sexta-feira, 10 de outubro de 2014 19:01 BRT
 

Por Leonardo Goy

BRASÍLIA (Reuters) - O valor da eletricidade no mercado de curto prazo, dado pelo Preço de Liquidação de Diferenças (PLD), chegou na máxima de 822,83 reais por megawatt/hora (MWh) na carga pesada em todas as regiões do país para a próxima semana, informou nesta sexta-feira a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Segundo dados da CCEE, a última vez em que o PLD da carga pesada chegou ao teto permitido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) foi na semana entre 24 e 30 de maio.

Em comunicado, a CCEE explicou que o aumento dos preços ocorreu devido à redução na projeção de chuvas. "O enfraquecimento das frentes frias que entram pelo Sul e avançam pelo Sudeste reduziu em cerca de 4.700 MW médios as energias naturais afluentes previstas para as próximas semanas de outubro", diz a CCEE, na nota.

Com a redução da perspectiva no Sul, houve, consequentemente, redução na transferência de energia para o Sudeste.

Em relatório sobre a próxima semana, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) afirma que em comparação com as chuvas da semana anterior, prevê-se para a próxima "recessão nas afluências aos subsistemas Sudeste/Centro-Oeste e Sul, estabilidade nas afluências ao subsistema Nordeste, e um pequeno aumento nas afluências ao subsistema Norte".

O PLD médio para todos os submercados, porém, ficou abaixo do teto para a próxima semana, em 808,68 reais.

Na atual semana, o PLD para a carga pesada estava em 714,65 reais o MWh no Sudeste/Centro-Oeste, no Nordeste e no Norte, e em 680,48 reais no Sul.

O PLD também subiu na carga média, para 818,36 reais o MWh em todas as regiões, próximo do teto. Na carga leve, houve elevação também em todas as regiões, com o preço chegando a 790,39 reais por MWh.   Continuação...