Fed diz que dólar está pressionando inflação norte-americana para baixo

sábado, 11 de outubro de 2014 18:04 BRT
 

Por Jason Lange

WASHINGTON (Reuters) - Um dólar mais forte e a inflação mundial fraca está colocando pressão sobre o ritmo do aumento de preços na economia dos Estados Unidos, o que representa um desafio para o Federal Reserve, disse um alto funcionário do Fed, neste sábado.

"O dólar, isso coloca uma pressão descendente sobre a nossa inflação", disse o presidente do Federal Reserve de Chicago, Charles Evans, em uma entrevista nos bastidores das reuniões do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial, em Washington.

O Fed está debatendo quanto tempo vai manter sua taxa básica de juros perto de zero e Evans está entre os formuladores de políticas dispostos a manter as taxas baixas por mais tempo, em parte porque ele está preocupado com a inflação persistentemente suave.

O Fed tem como alvo uma taxa de inflação de 2 por cento, mas Evans disse que a tendência parece ser de cerca de 1,5 por cento no presente.

A força do dólar, portanto, apresenta um outro "vento contrário", pois reduz as exportações líquidas e também importa as baixas taxas de inflação dos parceiros comerciais dos Estados Unidos, disse ele.

Evans repetiu sua visão de que o Fed deve manter sua taxa básica de juros perto de zero até o primeiro trimestre de 2016. Muitos de seus colegas de formulação de políticas são a favor a elevação a partir de meados do ano que vem.