Guerra e clima reduzem safra e exportação de milho da Ucrânia, diz consultoria

terça-feira, 14 de outubro de 2014 10:04 BRT
 

KIEV (Reuters) - As exportações de milho da Ucrânia deverão cair em 7 por cento na temporada 2014/15, para 18,5 milhões de toneladas, devido a uma colheita menor e a uma ampla oferta global, disse a consultoria UkrAgroConsult nesta terça-feira.

A consultoria disse que o clima excessivamente quente no final do verão e a perda de algumas áreas plantadas devido aos conflitos no leste do país, nas regiões de Donetsk e Luhansk, controladas por separatistas pró-Rússia, são as principais razões para uma colheita menor.

A Ucrânia, um dos maiores países exportadores de milho, poderá colher 25,9 milhões de toneladas este ano, ante um recorde de 27 milhões de toneladas em 2013, disse a UkrAgroConsult em nota.

A empresa afirmou também que boas colheitas em outros países, além de estoques elevados, significam que os preços não irão subir significativamente nos próximos anos, o que reduz as exportações ucranianas do grão.

"Uma competição mais dura no mercado global está sendo observada nesta nova temporada. Nestas condições, o preços se tornaram a única arma para a competição", disse a UkrAgroConsult.

A consultoria disse que o milho ucraniano está sendo negociado entre 171 e 176 dólares por tonelada, preço FOB (livre a bordo) no Mar Negro.

A Ucrânia, que colheu 11,8 milhões de toneladas de milho até 13 de outubro, exportou 841 mil toneladas do produto até o momento na temporada, que vai de julho a junho.

(Por Pavel Polityuk)