ENTREVISTA-Se eleito, Aécio acabará imediatamente com programa cambial do BC, diz Fraga

quarta-feira, 15 de outubro de 2014 18:34 BRT
 

Por Jeferson Ribeiro e Alonso Soto

BRASÍLIA (Reuters) - O programa do Banco Central de intervenção diária no câmbio será interrompido imediatamente e seu estoque "desmontado ao longo do tempo" se o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, vencer as eleições, disse à Reuters o ex-presidente do BC e anunciado pelo tucano como seu ministro da Fazenda, Armínio Fraga.

"Nós certamente não teríamos esse programa (de swap cambial)", disse Fraga por telefone à Reuters nesta quarta-feira.

"Tem o fluxo e o estoque. A intervenção seria removida imediatamente e o estoque pode ser desmontado ao longo do tempo", afirmou Fraga, que foi presidente do BC durante o governo do tucano Fernando Henrique Cardoso.

Desde agosto do ano passado, o BC sob o governo da presidente Dilma Rousseff mantém um programa de intervenção no câmbio com o objetivo de diminuir a volatilidade do mercado, em meio a incertezas sobre os rumos da política monetária ultraexpansionista do banco central norte-americano.

No fim de junho, o BC brasileiro anunciou a extensão do programa de intervenção pelo menos até o fim do ano sem alterações, apesar de expectativas de que pudesse reduzir a oferta de hedge cambial.

DIRETORIA DO BC

Fraga disse ainda que quer um novo perfil para a diretoria do BC, que atualmente é composta por funcionários de carreira da autoridade monetária e do setor público.   Continuação...

 
Notas de 100 dólares. REUTERS/Lee Jae-Won