Petrobras tem aprovação da ANP para total de 6 poços em Libra até 2017

quinta-feira, 16 de outubro de 2014 12:14 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou a perfuração de um total de seis poços na área de Libra, primeira do pré-sal leiloada sob regime de partilha de produção, informou uma fonte da autarquia à Reuters.

O Plano de Exploração do Bloco Libra, submetido pela Petrobras, operadora do consórcio da área, prevê que as perfurações ocorram até dezembro de 2017.

Libra é considerada a maior reserva de petróleo do Brasil, com até 12 bilhões de barris recuperáveis, segundo a ANP.

"Foi aprovado o plano proposto pela Petrobras com quatro poços firmes e dois contingentes", disse a fonte, na condição de anonimato, já que a ata da reunião da diretoria da ANP ainda não foi autorizada.

A informação deve ser publicada pela agência na próxima semana, segundo a fonte.

No caso dos poços contingentes, o consórcio poderá optar ou não por realizá-los, conforme as necessidades e oportunidades encontradas na área, explicou a fonte.

O programa exploratório teve início em dezembro de 2013 e será concluído em dezembro de 2017, de acordo com a fonte.

Dois poços, dos seis autorizados, já estavam previstos no Programa Exploratório Mínimo imposto na assinatura do contrato ao consórcio que arrematou a área e serão concluídos ainda neste ano, conforme informações já publicadas pela Petrobras.

A Petrobras é operadora de Libra, com 40 por cento de participação, e tem como parceiras a angloholandesa Shell e a francesa Total, ambas com 20 por cento de participação, além das chinesas CNPC e CNOOC, ambas com 10 por cento.

(Por Marta Nogueira)