Vendas da Mattel caem pelo 4º trimestre consecutivo

quinta-feira, 16 de outubro de 2014 12:19 BRT
 

(Reuters) - A receita da Mattel caiu pelo quarto trimestre consecutivo, conforme a demanda por suas bilionárias marcas Barbie e Fisher-Price recuou ainda mais, aumentando a pressão sobre a fabricante de brinquedos em meio à proximidade da temporada de compras de fim de ano.

As ações da Mattel chegaram a cair até 6 por cento depois da empresa dizer que as vendas mundiais de Barbie caíram 21 por cento no terceiro trimestre, com as vendas da Fisher-Price, de brinquedos pré-escolares, recuando 16 por cento.

A Barbie fez sua estreia em 1959, distinguindo-se no mercado de massa para bonecas com sua silhueta semelhante a de modelos.

Mas a boneca perdeu as graças das jovens com gostos inconstantes, que estão agora desejando brinquedos eletrônicos, como tablets e relógios, e bonecas baseadas no sucesso de animação da Disney "Frozen".

"É evidente que temos trabalho a fazer à medida que entramos no quarto trimestre", disse o presidente-executivo Bryan Stockton em um comunicado.

As vendas da icônica boneca vêm caindo há quase três anos e outras bonecas da Mattel, como Monster High e American Girl, não conseguiram compensar o declínio da Barbie.

As vendas líquidas da Mattel no terceiro trimestre caíram 8,4 por cento, para 2,02 bilhões de dólares.

O lucro líquido caiu 21,5 por cento, para 331,8 milhões de dólares, ou 0,97 dólar por ação. Excluindo itens, a companhia teve lucro de 0,98 dólar por ação. Analistas esperavam, em média, um lucro de 1,04 dólar por ação sobre uma receita de 2,18 bilhões de dólares, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

Às 11h03, as ações da Mattel caíam 3,1 por cento.

(Por Shailaja Sharma em Bangalore)