Cutrale-Safra diz que rejeição de sua oferta por Chiquita afeta acionistas

sexta-feira, 17 de outubro de 2014 11:48 BRT
 

(Reuters) - O grupo formado pela companhia brasileira de suco de laranja Cutrale e o banco Safra afirmou nesta sexta-feira que Conselho de Administração da Chiquita está prejudicando os acionistas da empresa de frutas dos Estados Unidos ao rejeitar uma oferta de aquisição.

Em comunicado, o Cutrale-Safra disse que a Chiquita está desorientando acionistas sobre oferta definitiva de aquisição feita mais cedo nesta semana.

O grupo elevou sua proposta para adquirir a Chiquita para 14 dólares por ação em dinheiro, oferta esta que foi rejeitada pelo Conselho da distribuidora de frutas na quinta-feira.

Cutrale e Safra disseram que a rejeição da oferta de aquisição pelo Conselho da Chiquita representa maior redução de valor para os acionistas.

As empresas estão envolvidas numa disputa pelo controle da Chiquita, que negocia também uma fusão com a irlandesa Fyffes.

As ofertantes disseram ainda que concordaram em avançar em discussão com a Chiquita sobre a proposta definitiva, com o objetivo de permanecerem abertas à negociação.

Na quinta-feira, o Conselho de Administração da Chiquita disse também, ao rejeitar a oferta, que estará sempre disposto a considerar uma oferta maior da Cutrale e do Safra.

(Redação Reuters São Paulo)