Dólar sobe 1% após CNT/MDA mostrar vantagem numérica de Dilma sobre Aécio

segunda-feira, 20 de outubro de 2014 17:12 BRST
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em alta de mais de 1 por cento sobre o real nesta segunda-feira, após pesquisa de intenção de voto CNT/MDA mostrar a presidente Dilma Rousseff (PT) em vantagem numérica contra Aécio Neves (PSDB), mas em empate técnico, a poucos dias do segundo turno das eleições presidenciais.

A moeda norte-americana fechou com alta de 1,28 por cento, a 2,4637 reais na venda, depois de atingir 2,4658 reais na máxima, nos últimos negócios da sessão.

"O mercado está com medo de que o Aécio esteja começando a entrar numa trajetória de queda", afirmou o gerente de câmbio da corretora Advanced, Celso Siqueira.

A primeira pesquisa CNT/MDA divulgada após o primeiro turno mostrou Dilma com 50,5 por cento e Aécio com 49,5 por cento dos votos válidos no segundo turno, marcado para o próximo domingo. A margem de erro do levantamento é de 2,2 pontos percentuais.

Além disso, a rejeição aos dois candidatos está muito parecida: a presidente tem 40,7 por cento e o tucano, 41 por cento.

A presidente e o tucano vêm aparecendo em empate técnico nas últimas pesquisas de intenção de voto. A incerteza sobre o resultado das eleições tem injetado volatilidade nos mercados domésticos, que preferem o tucano por prometer uma política econômica mais ortodoxa.

Deve sair nesta segunda-feira o próximo levantamento do Datafolha, que é mais acompanhado pelos investidores junto com o Ibope.

"Daqui até domingo, o mercado vai refletir as apostas sobre o resultado (da eleição) e todo o resto vai ser secundário", afirmou o operador de câmbio da corretora Intercam, Glauber Romano.   Continuação...