Gafisa reduz estimativa de lançamentos no ano após forte crescimento no 3º tri

segunda-feira, 20 de outubro de 2014 22:50 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A construtora e incorporadora Gafisa revisou para baixo a estimativa de lançamentos de imóveis residenciais de média-alta e alta renda neste ano, por conta de incertezas na economia, depois de registrar um forte avanço nos lançamentos no terceiro trimestre.

A estimativa de lançamentos do chamado segmento Gafisa, de imóveis com valor unitário superior a 500 mil reais, passou para entre 1,1 bilhão e 1,2 bilhão de reais, ante 1,5 bilhão e 1,7 bilhão de reais, informou a empresa em comunicado nesta segunda-feira.

A projeção dos lançamentos do segmento Tenda, para baixa renda, ficou inalterada entre 600 milhões e 800 milhões de reais. Com isso, os lançamentos consolidados neste ano devem se situar entre 1,7 bilhão e 2 bilhões de reais, ante previsão anterior de 2,1 bilhões a 2,5 bilhões de reais.

"Apesar de possuir projetos já aprovados passíveis de lançamento até o final do ano, a companhia entende que diante das incertezas do cenário econômico atual deveria prorrogar os lançamentos destes projetos para 2015", afirmou a companhia no comunicado.

No terceiro trimestre, a Gafisa teve lançamentos consolidados de 510,4 milhões de reais, alta de 142 por cento em comparação com o mesmo período de 2013 e de 23,4 por cento ante o trimestre anterior.

Deste total, 419,1 milhões de reais corresponderam ao segmento Gafisa, que tiveram um avanço de 290,8 por cento na comparação anual e de 33,2 por cento na comparação com o segundo trimestre.

"Assim, ao longo deste último trimestre do ano, com um volume de lançamentos inferior aos trimestres anteriores, o segmento Gafisa focará ainda mais nas vendas dos empreendimentos já lançados", disse a empresa em fato relevante.

Já no segmento Tenda, houve queda nos lançamentos do terceiro trimestre de 11,9 por cento na comparação anual, para 91,3 milhões de reais.

O volume lançado nos primeiros nove meses deste ano atingiu 1,4 bilhão de reais, representando 75,4 por cento do ponto médio da nova estimativa de lançamentos revisada pela empresa nesta segunda-feira.   Continuação...