BCE está estudando compras de bônus corporativos para estimular economia, dizem fontes

terça-feira, 21 de outubro de 2014 08:49 BRST
 

FRANKFURT (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) está considerando a compra de bônus corporativos no mercado secundário e pode decidir sobre o assunto já em dezembro para iniciar as compras no início do próximo ano, informaram à Reuters diversas fontes familiarizadas com o assunto.

O BCE já realizou um trabalho sobre essas aquisições, que aumentariam o programa de compra de ativos do setor privado que começou na segunda-feira, estímulo que está implantando para tentar aumentar a concessão de empréstimos a empresas e, assim, recuperar a economia da zona do euro.

"A pressão nesse sentido é alta", disse uma fonte familiarizada com o trabalho dentro do BCE, falando sob condição de anonimato.

Questionado sobre a possibilidade de fazer essas compras, um porta-voz do BCE disse: "O Conselho não tomou essa decisão."

Os membros do Conselho do BCE podem discutir a possibilidade de fazer tais compras na reunião de dezembro, segundo duas das quatro fontes ouvidas pela Reuters. Todas disseram que tais planos estavam sendo discutidos.

As autoridades podem decidir na reunião de dezembro avançar com as compras, mas tal medida não é certa. Se o Conselho tomar essa decisão em dezembro, as compras no mercado secundário podem começar no primeiro trimestre de 2015, disse uma das fontes.

O BCE começou a comprar bônus cobertos na segunda-feira, parte de um programa de compra de ativos que também o levará a comprar empréstimos securitizados conhecidos como títulos lastreados em ativos (ABS, na sigla em inglês) ainda neste ano.

Entretanto, existem preocupações dentro do BCE de que essas medidas podem ter impacto insuficiente para ajudar a sustentar a economia.

"Na visão de muitos membros do Conselho, o cenário econômico recente deu uma virada para pior", disse uma das fontes à Reuters.

(Reportagem de Andreas Framke, Eva Taylor e Paul Carrel)