AES Tietê cadastra projeto solar de 28 MW no leilão de energia de reserva

terça-feira, 21 de outubro de 2014 18:57 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A AES Tietê cadastrou um projeto de energia solar de cerca de 28 megawatts (MW) para participar do leilão de energia de reserva marcado para 31 de outubro, disse um executivo da empresa nesta terça-feira.

Esse pode ser o primeiro empreendimento de geração de energia da AES Tietê no segmento.

A Solar Água Vermelha ficaria do lado da hidrelétrica Água Vermelha da AES Tietê, que tem 1.396 MW de potência instalada, no rio Grande, na divisa entre São Paulo e Minas Gerais.

"A ideia é gerar sinergia operacional e reduzir custo de investimento aproveitando a mesma subestação, os mesmos aparelhos de automação da usina que está aí, controle de sistemas e tudo mais, para participar", disse o diretor de Desenvolvimento de Novos Negócios da AES Tietê, Rodrigo Sartori.

O executivo disse que a empresa negocia com fornecedores os contratos de equipamentos para a usina, o que será essencial para a competitividade do projeto no leilão.

"O BNDES abriu linhas de financiamentos muito interessantes, mas junto com isso a exigência de nacionalização de equipamentos muito forte. Então, o desafio é conseguir casar tudo isso com o fornecimento nacional para conseguir chegar no preço competitivo de 262 reais que foi dado", disse ele.

Sartori acrescentou que a empresa não conseguiu comprovar contrato de gás natural para a térmica Termo São Paulo (550 MW), em Canas (SP), e não se habilitou para participar do leilão de energia A-5 marcado para 28 de novembro. 

(Por Anna Flavia Rochas)