October 21, 2014 / 9:35 PM / in 3 years

Bolsas nos EUA fecham em alta após dados corporativos e BCE

3 Min, DE LEITURA

NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos subiram nesta terça-feira, com o S&P 500 em alta pela quarta sessão seguida, impulsionados por fortes resultados corporativos, incluindo o da Apple.

O índice Dow Jones subiu 1,31 por cento, a 16.614 pontos, enquanto o S&P 500 teve ganho de 1,96 por cento, a 1.941 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq subiu 2,4 por cento, a 4.419 pontos.

A tendência de alta foi ajudada por uma notícia publicada pela Reuters, dizendo que o Banco Central Europeu (BCE) está considerando a compra de bônus corporativos. A notícia levou a fortes negociações de futuros antes da abertura do mercado e ajudou a tirar o índice europeu de ações do nível mais baixo em 13 meses registrado na semana passada.

"Isso está ajudando o mercado a respirar um pouco aliviado", disse o estrategista de mercado da Stifel, Nicolaus & Co, Kevin Caron.

O S&P ganhou mais de 6 por cento desde a mínima registrada na sessão de quarta-feira. O índice fechou nesta terça-feira acima das médias móveis de 14 dias e de 200 dias.

A ação da Apple subiu 2,7 por cento, a 102,47 dólares, um dia após a empresa divulgar receitas que superaram as expectativas, ajudada pelas vendas de iPhone. A empresa também apresentou forte projeção para o último trimestre do ano.

Tanto o maior ganho como a maior queda percentual do S&P 500 tiveram relação com resultados corporativos trimestrais. A maior alta foi da Waters Corp, que subiu 9,9 por cento, enquanto a maior queda foi a Chipotle, com perda de 7 por cento.

Enquanto os resultados corporativos têm sido fortes, de maneira geral, as preocupações continuam em relação ao ritmo de crescimento da economia global. O Produto Interno Bruto da China subiu 7,3 por cento no terceiro trimestre, ritmo mais lento desde o primeiro trimestre de 2009.

"A natureza desta retomada será de curto prazo", disse o diretor-geral da Beam Capital Management LLC, Mohannad Aama. "Os motivos para o derretimento do mercado na semana passada ainda estão aí".

As vendas de imóveis usados nos Estados Unidos subiram 2,4 por cento em setembro, acima das expectativas, atingindo o maior patamar em um ano.

Reportagem adicional de Rodrigo Campos

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below