Corte dos EUA rejeita recurso da Argentina sobre depósito em BNY Mellon a credores

quarta-feira, 22 de outubro de 2014 17:51 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - Uma corte dos Estados Unidos rejeitou nesta quarta-feira um recurso da Argentina de uma decisão que impede que o Bank of New York Mellon Corp transfira aos credores do país os 539 milhões de dólares que a Argentina depositou para seus detentores de dívida reestruturada.

A Segunda Corte de Recursos em Nova York, em uma curta decisão, disse que não tem jurisdição sobre o recurso, uma vez que a decisão de agosto, do juiz distrital Thomas Griesa, foi um detalhamento, não uma modificação de suas decisões anteriores sobre o assunto.

Griesa havia determinado que o depósito de 539 milhões de dólares pela Argentina em junho no BNY Mellon para os detentores de títulos que participaram em duas reestruturações de dívida soberana era "ilegal" e, em uma decisão de agosto, determinou que o banco retenha os fundos.

O juiz, em sua decisão de agosto, também disse que a retenção dos fundos pelo BNY Mellon não violaria suas decisões anteriores.