Hyundai analisa aumento de dividendo para aplacar investidores e ações disparam

quinta-feira, 23 de outubro de 2014 10:24 BRST
 

SEUL (Reuters) - A Hyundai está ponderando fazer um primeiro pagamento de dividendo intermediário no ano que vem, disse o presidente da companhia nesta quinta-feira, em uma aparente tentativa de aplacar investidores irritados pelo envolvimento da companhia em uma compra de uma imóvel em Seul que consumiu 10 bilhões de dólares.

A possibilidade de um pagamento maior, que o presidente Lee Won-Hee revelou junto à divulgação dos resultados de terceiro trimestre da companhia, ajudaram as ações da Hyundai a ter o maior ganho percentual diário em dois anos e meio.

A companhia, que junto à afiliada Kia é a quinta maior montadora de veículos do mundo, divulgou anteriormente uma queda de 29 por cento no lucro do terceiro trimestre, ligeiramente abaixo das estimativas de analistas.

"Para responder à política do governo e para ter uma política amigável a investidores, estamos considerando ampliar os dividendos significativamente e pagar um dividendo intermediário a partir do ano que vem", disse Lee, que também é vice-presidente financeiro.

Os acionistas têm punido a Hyundai desde o mês passado, quando a companhia e duas empresas-irmãs ofereceram 10 bilhões de dólares por um terreno em Seul no qual serão construídos a sede da empresa, um parque de diversões e um shopping center.

Antes do anúncio sobre dividendos, o papel da Hyundai acumulava queda de 30 por cento no ano, tendo o pior desempenho entre suas rivais mundiais.

As ações da companhia fecharam em alta de 5,9 por cento nesta quinta-feira, um dia após atingir o menor nível em quatro anos. Esse foi o maior ganho percentual da ação desde abril de 2012.