Produtores de algodão do Brasil levam mais de R$100 mi em subvenções

sexta-feira, 24 de outubro de 2014 14:13 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os produtores de algodão do Brasil arremataram 101,3 milhões de reais em leilão de subvenção ao escoamento da pluma realizado nesta sexta-feira pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O chamado Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural (Pepro) será pago aos agricultores que deram os melhores lances, e agora deverão realizar o escoamento de 340,6 mil t de algodão em pluma.

A quantidade arrematada no leilão --realizado como parte da política de garantia dos preços mínimos do governo, quando as cotações estão abaixo dos custos de produção-- corresponde a 90,8 por cento do total ofertado, que foi de 375 mil toneladas.

O prêmio é destinado a produtores rurais e suas cooperativas nos Estados de Mato Grosso --que arrematou mais da metade dos volumes--, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Tocantins e Piauí.

O algodão em pluma, das safras 2013/2014 e 2014, pode ser escoado para qualquer Estado que não seja o produtor --muitas vezes, o Pepro é utilizado por produtores para subsidiar o transporte do produto até os portos, viabilizando exportações.

O governo federal liberou 250 milhões de reais para a realização de leilões públicos de subvenção aos preços de algodão em pluma.

Até o momento, não há avisos de novos leilões de Pepro agendados para o algodão.

(Por Roberto Samora)