Tractebel tem alta de 34% no lucro, ajudada por vendas de energia

sexta-feira, 24 de outubro de 2014 19:13 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Tractebel Energia, maior geradora privada de energia do país, teve alta de 34 por cento no lucro líquido do terceiro trimestre, resultado bem acima do esperado pelo mercado e ajudado pelo aumento nas receitas.

A empresa que já disssera que teria melhora a partir desse trimestre, teve lucro de 538,2 milhões de reais. No acumulado do ano, a empresa tem lucro de 901,2 milhões de reais, queda de 21,7 por cento sobre mesmo período de 2013.

De julho a setembro, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) da empresa subiu 25,8 por cento na comparação anual, a 1,015 bilhão de reais.

Analistas ouvidos pela Reuters estimavam, em média, lucro líquido de 460,7 milhões, Ebitda de 884,7 milhões de reais e receita líquida de 1,76 bilhão.

A receita líquida de vendas subiu 22,6 por cento, a 1,74 bilhão de reais, ajudada por elevação do preço médio líquido e volume de energia vendida, além de aumento na receita decorrente das transações no mercado de curto prazo dentro da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

A empresa também se beneficiou do reconhecimento dos direitos relativos à recomposição de receita causada pela parada de geração motivada por sinistro em unidades geradoras do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda, de 100,9 milhões de reais.

A quantidade de energia vendida de julho a setembro foi de 9.291 gigawatts-hora (4.208 MW médios), alta de 5,8 por cento ante mesmo período de 2013. Isso ocorreu, principalmente, pela elevação do volume de compras, início de operação do Complexo Eólico Trairí e da aquisição da Usina Termelétrica Ferrari.

O preço médio dos contratos de venda de energia, líquido das exportações e dos tributos sobre a receita, aumentou 7,8 por cento, para 151,70 reais por megawatt-hora (MWh).

"Esse aumento reflete os reajustes de preços dos contratos existentes, bem como dos maiores preços praticados em novos contratos de venda", informou a empresa nesta sexta-feira.

(Por Anna Flávia Rochas)